30 de agosto de 2021

Saiba a importância do feedback para o desenvolvimento da carreira profissional

No universo profissional, é muito comum falar de feedback. Funcionários ficam ansiosos por eles, especialmente quando acreditam ser merecedores de elogios, e gestores se preparam para utilizar essa ferramenta de forma motivadora. Na prática, o feedback é um retorno ao profissional em relação a alguma atitude, atividade, deslize ou conquista na empresa. Ele pode ser positivo ou negativo, mas sempre deve ter um viés construtivo.

Duas mulheres conversam em um feedback

Os profissionais de RH acreditam que o feedback é uma das melhores ferramentas para medição de desempenho. Com ele, é possível orientar onde o profissional está acertando e mostrar os pontos de melhoria. No mercado, ainda existe a lenda de que o feedback é um grande puxão de orelhas, mas isso não é verdade. Se utilizado da maneira correta, é possível desenvolver os profissionais da empresa através de um plano de desenvolvimento baseado em um feedback estruturado, que mostra claramente os pontos fortes, os acertos, mas também os erros, os pontos negativos e os pontos que o profissional precisa desenvolver para continuar crescendo na empresa.

>>> Assumir a primeira gestão é um desafio importante na carreira profissional. O que fazer para chegar lá?

>>> Brasil: o país do “bico”. Trabalho informal cresce no Brasil e é alternativa para muitos.

É bem verdade que todo feedback traz consequências. E elas estão ligadas diretamente a motivação. Nos casos em que o feedback é positivo, o funcionário é elogiado para a equipe, pode receber uma bonificação ou uma promoção como reconhecimento e, claro, a motivação com a empresa só aumenta. Já quando o feedback é negativo, expõe os pontos que não vão bem e o gestor deve orientar e aplicar as mudanças necessárias para que o desempenho do funcionário seja de acordo com o esperado. Nesses casos, a relação de confiança entre gestor e subordinado tende a se fortalecer, afinal, é mais uma oportunidade que o profissional tem de reagir, mostrar seu trabalho e se reerguer.

Para as empresas, o feedback ajuda na retenção de profissionais; o reconhecimento e a valorização do time são ferramentas que estimulam e ajudam na criação de uma cultura saudável. Além disso, um feedback estruturado, periódico e construtivo – mesmo que não seja positivo em determinado momento – mostra aos funcionários que a empresa está preocupada e valoriza o desenvolvimento de todos. Ter a cultura do feedback mantem os funcionários alinhados com os objetivos da empresa e esclarece o papel de cada um para atingi-los. Através do feedback, as empresas conseguem mostrar uma trilha de carreira a seus funcionários, deixando claro as metas de cada um para ser promovido ou se perpetuar na organização.

Abaixo, segue um resumo dos principais benefícios que a cultura do feedback pode trazer para a empresa e os profissionais:

Motivação

Funcionário que recebe feedback constante tem maior clareza do que a empresa pensa sobre ele. E isso gera motivação, interesse e vontade de construir. Ficar sem feedback é como andar no escuro, sem segurança, sem saber para onde está indo.

Produtividade

Produtividade vem de motivação. Quem não está motivado, não produz, não tem entregas relevantes. Uma coisa puxa a outra. E aqui, o feedback no dia a dia ajuda no alinhamento das expetativas e ajuda a mostrar o caminho. Quem sabe para onde está indo produz com mais eficiência.

Velocidade na resolução de problemas

O feedback pode ser informal ou formal. Os formais são aqueles programados, numa reunião agendada, que avalia o desemprenho do profissional em determinado período. Algumas empresas fazem trimestral, outras semestral e outras anualmente.

Mas existem os feedbacks mais informais, imediatos, que devem ser dados pelos gestores no momento em que algo acontece, seja positivo ou negativo. Eles são importantes para corrigir problemas e mudar o rumo, sempre que necessário. Isso gera maior produtividade e motivação. Tá vendo como tudo está interligado?

Retenção de talentos

Reter bons profissionais é fundamental para qualquer empresa. E se ela acredita no potencial do funcionário, nada melhor do que lançar mão do feedback para engaja-lo e integra-lo ao objetivo maior da organização.

Mesmo quando o feedback é negativo, mostra o quanto a empresa é preocupada com o desenvolvimento do profissional e quanto ele é importante. Quando todos os feedbacks já foram dados e, mesmo assim, o profissional não reage, sair da empresa e buscar algo mais aderente a seu perfil pode ser a melhor alternativa.

Se você ainda tem receio de receber feedbacks dos seus gestores, não tenha. Essa é a grande oportunidade de conhecer seus pontos fortes e fracos, entender o que está funcionando e o que pode melhorar. Encare o feedback como uma arma poderosa desenvolvimento profissional e pessoal. E se você é um gestor, exercite o feedback no seu dia a dia. Subordinados gostam de receber elogios, mas também de entender o que precisam fazer para crescer e ter uma carreira de sucesso.

Conteúdo postado originalmente na Coluna Carreiras e Mercado de Trabalho, de Felippe Pessoa no site do Jornal do Commercio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *